Fisioterapia


A equipe de fisioterapia atua em todas as unidades da Clínica São Vicente. Após indicação médica, a fisioterapia desenvolve os programas de tratamento em total interação com outros profissionais da Clínica São Vicente, formando um grupo multiprofissional em um trabalho dinâmico e contínuo.

Qualidade

A reabilitação é conduzida por especialistas nas áreas de fisioterapia respiratória e motora. A qualidade deste trabalho é conquistada e mantida por avaliações constantes e periódicas do programa de tratamento e a utilização de protocolos de ações terapêuticas – condutas detalhadas para cada caso, que possibilitam o acompanhamento e a continuidade necessários ao processo de recuperação. O treinamento contínuo de toda a equipe faz parte da rotina, por meio de reuniões científicas periódicas, discussão de técnicas e condutas e dos casos clínicos, participação em congressos da área e publicação de trabalhos científicos, atestando a filosofia de aprimorar cada vez mais o atendimento oferecido pela Clínica São Vicente.

Antes, durante, depois

A ênfase na independência e na qualidade de vida do paciente é o que orienta e determina cada passo da fisioterapia. Para isso, o atendimento pode englobar três fases:

1) Começo precoce, antes mesmo de uma cirurgia ou do acometimento de diversas patologias, preparando o organismo e prevenindo possíveis complicações decorrentes da intervenção cirúrgica ou dos efeitos de internações prolongadas;

2) Logo após a cirurgia ou doenças instaladas, para acelerar a recuperação e ajudar o paciente a reconquistar seus movimentos;

3) Depois da alta médica, quando pacientes e seus cuidadores recebem orientações para a volta gradual às atividades diárias.

A responsabilidade da fisioterapia não se esgota com a alta: a equipe fica à disposição para esclarecer dúvidas de qualquer profissional que acompanhe o paciente fora da Clínica São Vicente.

Conheça cada uma das áreas de atuação da fisioterapia:

As sessões de fisioterapia na Clínica São Vicente estão indicadas para os pacientes internados e as condutas são realizadas através de técnicas manuais, aparelhos elétricos e mecânicos para aplicações de eletroterapia, termoterapia, crioterapia e outros. Na fase aguda, o trabalho é desenvolvido diretamente no leito do paciente. Na fase de recuperação, ele se estende às áreas livres da clínica.

Fisioterapia Respiratória e Assistência Ventilatória

É aplicada na prevenção e tratamento de pacientes clínicos ou cirúrgicos, com doenças respiratórias ou fatores que possam contribuir para desenvolvê-las durante a internação. O acompanhamento em pré-operatório prepara o pulmão para a cirurgia e no pós-operatório previne ou trata complicações decorrentes da intervenção.

O paciente em terapia intensiva, submetido à assistência ventilatória (uso de respiradores artificiais), tem o acompanhamento da fisioterapia tanto na parte motora, amenizando as conseqüências musculares e articulares da imobilidade no leito, quanto na parte respiratória, ajudando a acelerar a retirada dos equipamentos de ventilação mecânica, facilitando a independência respiratória.

A equipe de fisioterapia também é responsável pelos procedimentos de ventilação não-invasiva, ou seja, o uso de máscaras nasais ou faciais, evitando a intubação do paciente com insuficiência respiratória aguda – método que requer vigilância e critérios rigorosos na aplicação e tem apresentado bons resultados. A reabilitação pulmonar é realizada em pacientes portadores de doenças pulmonares e pode melhorar o controle da doença, diminuindo os eventos de agudização e a necessidade de internação hospitalar.

Fisioterapia Cardiovascular

A equipe de fisioterapia faz a prevenção e o tratamento pós-operatório de pacientes cardíacos e com alterações vasculares, de forma a melhorar a eficiência do sistema cardiovascular. A reabilitação do paciente em unidades intensivas é acompanhada continuamente pela equipe multidisciplinar, visando a recuperação funcional e adaptando o paciente a programas de reabilitação cardíaca que terão continuidade após a alta hospitalar para readaptação e incremento do condicionamento cardiovascular.

Fisioterapia Neurofuncional e Traumato-Ortopédica

A fisioterapia neurofuncional, voltada para o atendimento ao paciente com problemas neurológicos, e a fisioterapia traumato-ortopédica, que trata da recuperação ou prevenção das lesões dos ossos, músculos, articulações e ligamentos, são duas áreas atendidas por uma equipe de profissionais especializados em neurologia e traumatologia. São responsáveis pela avaliação e elaboração do tratamento adequado para os casos mais agudos de patologias neurológicas e traumato-ortopédicas.

Fisioterapia Analgésica

É o atendimento direto nas crises de dor com condutas e equipamentos que, associados à terapêutica medicamentosa, podem aliviar as sensações álgicas (dolorosas). Uma equipe treinada para este tipo de intervenção está disponível sempre que o paciente necessitar.

Reabilitação em fase hospitalar

Esta é a etapa da reeducação funcional, em que o paciente é preparado para a vida após a alta hospitalar, visando o máximo de independência e funcionalidade, características que devem gradualmente ser ampliadas, com a continuidade da fisioterapia em casa ou em outros locais específicos. O paciente e os responsáveis por sua recuperação recebem orientações para facilitar a volta às atividades diárias e a reintegração social no período mais breve possível.

© Copyright 2012 Clínica São Vicente - Todos os direitos reservados.     |     Desenvolvido por Wyse Group, Brasil